Arquivo da tag: como começou o rock

A história do Rock’n’roll

Já parou pra pensar qual é a origem deste estilo que nos fascina?

Aposto que a primeira coisa que te vem a mente quando lê a palavra rock’n’roll é a imagem de uma guitarra, bateria ou de integrantes geralmente com cabelos longos e roupas cheias de atitude.

O rock’n’roll precisamente originou-se a partir da década de 1950 nos Estados Unidos, que evoluiu com o blues, da música country (acredite) e do rhythm and blues, entre  muitas outras influências como jazz, folk e música clássica. Como tudo o que é novo tende a ser criticado, com o rock não foi diferente,  seu estilo recebeu muitas críticas a maioria negativas, a principal crítica é que o rock’n’roll apoiava o satanismo. Transformando-se em uma grande revolução sonora para os jovens  que na época  sofriam disputas entre o capitalismo e comunismo. Quem curtia o novo estilo, era automaticamente rotulado como rebeldes sem causa. Suas letras cativas para a realidade traziam exatamente aquilo que a juventude da época precisava escutar, assuntos como: férias, escola, relacionamento com os pais, carros e  amor.

Em meados de 1970 apareceram mais influências como soul music e funk (não como os que escutamos hoje em dia), abordando assuntos políticos, protestos, rebeliões, uso de drogas e sexo. Cantores como Janis Joplin, Jim Morrison e Jimi Hendrix, grandes cantores que tiveram um grande papel no rock’n’roll nessa época e que tiveram sua passagem no rock interrompida devido o uso excessivo de drogas. A partir dai o rock gerou uma série de subgêneros, como os que conhecemos atualmente que são: soft rock, heavy metal, hard rock, punk rock, progressive rock, glam rock, punk rock e nos anos 80 surgiram o new wave, punk hardcore e rock alternativo, porém as origens não param e a cada década surgem novos gêneros, que finalmente chegamos em 1990, com a origem dos subgêneros: grunge, gothic metal, indie rock e nu metal.

Já no início da década de 2000, quando muitos achavam que o rock’n’roll havia morrido, que era impossível imaginarmos transformações e novidades, pois o pop estava na moda, e algumas bandas surgiram como produtos da mídia como: “The Strokes”  “Fanz Ferdinand” ou “Arctic Monkeys”,  outras bandas surgiram distante da comercialização da mídia que foram: The Queens of Stone Age e The Mars Volta,  e novos estilos não pararam de surgir como: garage rock revival, dance-punk, love metal e  stoner rock.

O que podemos dizer, é que rock, sempre será rock. É um ritmo eterno, novidades sempre existirão, mas sabemos que sempre haverá bandas que manterão fielmente a grande essência do rock, aquela que nos fascina diariamente, que faz com que a gente vibre, pule, cante alto, que faça disparar coração, que nos faça tocar guitarras e baterias imaginárias, que através de suas letras nos tragam paz, ou até nos faça sentir compreendidos em algumas situações que enfrentamos em nossas vidas.

Rock sempre será emoção pra alma. Só quem ama este estilo, é que entende perfeitamente qual é este sentimento.

@patitagil

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: